1. This product was added to our catalog on Thursday 03 March, 2011.

    Tables of houses for the southern hemisphere
    [Portugues]

    Our Price:  15.33EUR

    Untitled Document

    Tábuas de Casas para o Hemisfério Sul

    de Carlos Alberto Boton


     

    Disponibilidade: Imediata
    Prazo aproximado para entrega: 2 dias

     

     

    Tábuas de Casas para o Hemisfério Sul

    Número de Páginas: 396
    Ano de Edição: 1997

    Tábuas de Casas para o Hemisfério Sul

    As casas são a esfera de atuação individual, um Zodíaco formado em torno do homem. Cada departamento da vida humana pode ser situado dentro de uma dessas casas, que são, por assim dizer, canais através dos quais o homem se relaciona com o seu meio ambiente.
    Mais do que os planetas e os signos, elas estão ligadas às coisas físicas que dizem respeito em especial ao caráter e à disposição da pessoa. Também chamadas "esferas da vida", isto é, os setores da vida onde são vivenciadós os signos e os planetas, as casas constituem um dos conceitos básicos da Astrologia.
    Estas Tábuas de Casas foram calculadas segundo teorias desenvolvidas no século XVII pelo monge Placidus de Tito. Produzidas agora através de um processo totalmente computadorizado, contêm indicações para simplificar a leitura dos signos em cada unidade, em todas as casas.
    Para facilitar as interpolações, elas estão construídas para cada grau de latitude sul, tratando-se, portanto, de material didático inédito, indispensável para a elaboração de mapas astrológicos para todo o Hemisfério Sul.
    Bases utilizadas no sistema
    Estas tábuas foram calculadas através das teorias desenvolvidas no século XVII pelo monge, eminente Professor de Matemática da Universidade de Pádua e grande astrólogo, Placidus de Tito.
    A escolha deste sistema se deve única e exclusivamente, ao fato de ser este o método de domificação mais empregado por astrólogos de todo o mundo, desde a sua divulgação.
    O sistema proposto por Placidus é bastante simples. Baseia-se na divisão por 3 (três) do tempo em que cada grau de longitude do zodíaco leva para percorrer o espaço do semi-arco diurno, entre o Ascendente e o Meio-Céu, gerando com isto as cúspides das casas XI e XII. De maneira similar calculam-se as casas II e III, mas desta vez utilizando-se do semi-arco noturno entre o Nadir e o Ascendente.
    Como resultado, este sistema introduziu o conceito temporal, em contraposição aos sistemas projetivos, aplicados anteriormente à divisão das casas terrestres.

    Número de Páginas: 396
    Ano de Edição: 1997

    Reviews
Astrologers